Busca por notícias:      
Veja outras notícias escolhendo o mês e ano:
2016: Julho - Junho - Abril - Março - Fevereiro
2015: Junho - Maio - Abril - Março - Fevereiro - Janeiro
2014: Dezembro - Novembro - Outubro - Setembro - Agosto - Junho - Maio - Abril - Março - Fevereiro
2013: Dezembro - Novembro - Outubro - Setembro - Agosto - Julho - Junho - Maio - Março - Fevereiro - Janeiro
2012: Dezembro - Novembro - Outubro - Setembro - Agosto - Julho - Junho - Maio - Abril - Março - Janeiro
2011: Dezembro - Novembro
1997: Setembro - Agosto - Julho - Abril - Março



Sertãozinho Campeão Paulista 2011
Sertãozinho mantém hegemonia ao surpreender a favorita Portuguesa
Por Marcelo Albuquerque (maebee) - 05 de Maio de 2012 - 23:00h
Última edição: 12 de Julho de 2012 - 19:54h


Foi de festa o sábado da final do Campeonato Paulista de Hóquei Masculino – edição 2011. Embora seja o atual campeão, o Sertãozinho surpreendeu a todos os presentes ao derrotar, com uma equipe jovem, a experiente equipe da Portuguesa, que despontava como favorita.
Quem se deslocou ao Ginásio Roberto Pollati, em Americana, pôde ver os primeiros frutos do trabalho barulhento do novo vice-presidente de hóquei da Federação Paulista de Esportes sobre Patins, embora a pista não fosse adequada para a prática da modalidade e alguns pontos perigosos despontavam da tabela.
Antes da partida, foi feita uma homenagem aos jogadores veteranos do Rio Branco de Americana, campeão Paulista Juvenil na década de 80. Também houve distribuição de camisetas promocionais do evento para os espectadores.
Para o jogo, as equipes se apresentaram somente com os jogadores inscritos em 2011, dando fim à polêmica iniciada durante a semana, no qual a equipe do Sertãozinho sairia em vantagem ao escalar os reforços Jackson Nascimento e o chileno Nicolás Fernández. Sem eles, o Sertãozinho apresentou uma equipe jovem e aparentemente inferior ao esquadrão Luso que, liderado pelo experiente Alan Karan, sentiu a falta do atacante Lucas Pontes.
Mas quando a bola começou a rolar, as coisas não aconteceram tão bem como se previam. Primeiro pela ausência do árbitro – não se sabe aqui realmente o que aconteceu – mas as equipes entraram num acordo que só jogariam o certame se fosse buscado na arquibancada o ex-treinador da Seleção Brasileira de Hóquei Feminino, Marcelo Albuquerque, que tinha ido à cidade para prestigiar o evento.
Marcelo, que tem formação em arbitragem pela antiga Federação Paulista de Hóquei e Patinação (FPHP), nem sequer chegou a ter influência no resultado, já que a equipe da Portuguesa esteve irreconhecível. Algumas regras do hóquei não foram aplicadas de comum acordo e a equipe do Sertãozinho chegou a reclamar de um gol invalidado pelo árbitro.
O primeiro tempo terminou empatado em 2-2. A Portuguesa saiu na frente, sofreu a virada, mas conseguiu ir ao intervalo com a igualdade reestabelecida.
Enquanto o goleiro da Portuguesa era acometido de algumas lesões, o Sertãozinho ia abrindo vantagem, incluindo a falha de dois livres direto. Pouco antes do fim do jogo, Alexandre Madureira (Bola) foi expulso com vermelho após agredir desnecessariamente Rubão com uma sticada no peito.
O resultado final apontou vitória do Sertãozinho por 5-2.

Colaborou: Hiris Ribeiro







Exibir todas as notícias de Maio de 2012